A realização do concurso PF (Polícia Federal) segue em pauta. Embora o órgão não necessite de autorização por parte do Ministério da Economia, ainda precisa de um aval do órgão para a liberação das verbas necessárias para as contratações. De qualquer forma, o processo para liberação de novo certame já tramita, desde maio, para o preenchimento de 3.460 vagas, em diversos cargos. Porém, de acordo com as últimas informações, a expectativa é de que a seleção seja autorizada em maio, com um quantitativo menor, considerando apenas 1000 oportunidades.

Material de estudo para concurso da PF

Concurso PF – Saiba mais sobre a seleção

O aguardado novo  concurso PF (Polícia Federal) está cada vez mais próximo de ter início. Mais um passo neste sentido ocorreu na última segunda-feira, 25 de maio, com a aprovação, por parte do Senado Federal, da medida provisória 918/2020 (MP 918/2020). A medida trata da reestruturação da carreira, não diretamente para ingresso, mas sim relacionada a cargos comissionados. A intenção é transformar 281 cargos em comissão do grupo direção e assessoramento superiores em 338 funções comissionadas do poder executivo e 6 funções gratificadas, além de criar 45 funções comissionadas e 471 funções gratificadas. De acordo com fontes ligadas ao órgão, a autorização do concurso, inicialmente prevista para maio, deve ocorrer após esta reestruturação.

A diferença é que funções são de preenchimento exclusivo de servidores concursados de carreira, enquanto os cargos em comissão não contam com essa exigência para que sejam ocupados. A previsão é de que as novas vagas sejam preenchidas a partir de janeiro. Como a proposta foi aprovada sem emendas, já foi encaminhada para promulgação, sem necessidade de sanção presidencial.

Dicas de preparação para o Concurso da PF

Concurso PF: cargos solicitados

No pedido de liberação de verbas do concurso PF (Polícia Federal), para os cargos já definidos da área administrativa, o destaque é para a carreira de agente administrativo, que pede apenas ensino médio e conta com remuneração inicial de R$ 4.746,16, incluindo 2.279,16 de salário básico e R$ 2.467 de gratificação de desempenho de atividade de apoio técnico administrativo.

Para quem possui nível superior, o pedido para o concurso PF é para 18 vagas de administrador, 8 de arquivista, 14 de assistente social, 9 de contador, 2 de enfermeiro, 1 de farmacêutico, 62 de médico e 9 de psicólogo.

Para todos estes cargos, exceto médico, a remuneração é de R$ 5.776,47, incluindo salário básico de R$ 2.402,74 e gratificação de atividade de apoio técnico administrativo de R$ 3.374.

Para os médicos, o inicial é de R$ 7.841,95, incluindo o salário básico de R$ 4.804,95 e a gratificação, no valor de R$ 3.037.

Caso sejam mantidas as 1000 vagas, todos os cargos indicados exigem nível superior, com iniciais de R$ R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 22.672,48 para delegado.

Fonte: JC Concursos